segunda-feira, novembro 18, 2013

Um pouco de melancolia

Ando meio melancólico.
Faltam aproximadamente 54 dias para minha partida e mais uma vez estou apavorado ante à possibilidade de tentar algo maior do que eu. Olho pro mundo e penso que ele não foi feito para ser vivido, mas sim para me dizer como viver.

Tristeza, melancolia, essas coisas vêm em ondas.
Numa hora está tudo bem e no momento seguinte tu está parando olhando para as luzes do prédio vizinho e pensando em tudo que irremediavelmente ficará para trás. Desapego é requisito, mas eu sinto esse geladinho triste porque ainda estou apegado, muito, muito.

Tem um quê de poético em assumir que, para ser feliz em 2014, estou disposto a abandonar as minhas felicidades de 2013. Não é justo, eu sei. Na verdade, talvez não seja nem certo. Maldito o dia em que descobri o mundo grande demais para ficar enraizado num lugar só.

Quando vim para Goiânia, pensei a mesma coisa que agora planejo para São Paulo: não criar raízes. A gente voa, voa, voa, mas quando pousa, a terra nos abraça e pede para ficarmos um pouquinho mais. É bom, é quentinho, muitas vezes é tão gostoso quanto nossos sonhos realizados um dia poderão ser. Só que o especial de ter um sonho não é chegar lá, mas sim ir atrás.

Meu sonho é ser quem eu quero ser.
Desse alguém já tenho os defeitos. Falta só o resto.

2 comentários:

Ben Oliveira disse...

Imagino como você deve estar se sentindo. Começar uma nova jornada implica deixar uma antiga para trás. Acredito que muitas coisas devem ter mudado desde a primeira vez em que você se mudou de cidade. Você está mais sábio, vivido e tem em mente quais são os seus objetivos. Corra atrás dos seus sonhos! Sei que o homem determinado não precisa disso, já que se "os nossos desejos estão em algum lugar, é possível alcançá-lo", mas não custa nada te desejar: boa sorte!!

Tales Gubes disse...

Eu sou super a favor de ter boa sorte hahaha! Precisando ou não, todo auxílio é uma mão na roda :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...